Arco-Jesus-Íris: Um livro com uma visão diferente sobre o paraíso

livros e flor

Quando uma das autoras do livro Arco-Jesus-Íris, Micheline Ramos, entrou em contato comigo apresentando a história do livro, achei muito interessante e resolvi compartilhar com vocês, leitores e amantes da leitura. O título pode assustar alguns logo de cara, mas ao mergulharmos na sinopse e na conversa (que eu mostro em forma de entrevista a seguir) com a JackMichel (como as autoras se referem), vemos que é uma perspectiva bem interessante sobre os fatos marcantes da história do mundo. Uma conversa entre Jesus e Satã em uma pegada, digamos assim, meio hipponga. haha

Na colorida época do Flower Power Satanás decide visitar o arco-íris psicodélico de Jesus Cristo e, lá chegando, o louro e jovem Jesus hippie, vestido de jeans, conta a ele como faz para fazer o bem vencer o mal e o leva a conhecer os 7 círculos de seu arco-íris, que são 7 círculos de cores diferentes: no Círculo Violeta ele encontra Sharon Tate e Charles Manson, bem como as demais pessoas envolvidas no caso Tate… no Círculo Anil ele encontra Mao Tsé-Tung e os chineses massacrados durante a Revolução Cultural… no Círculo Azul ele encontra Heinrich Himmler e os prisioneiros mortos nos campos de concentração nazistas… no Círculo Verde ele encontra a Talidomida e algumas crianças deformadas pela pílula… no Círculo Amarelo ele encontra Jim Morrison e as entidades indígenas que o levaram a morte… no Círculo Alaranjado ele encontra Oscar Wilde e os responsáveis por sua tragédia particular… no Círculo Vermelho ele encontra Thomas Blanton e as vítimas do atentado de uma igreja batista em 15 de  setembro de 1963. Após constatar que o mal realmente não existe naquele paraíso, Satã vai e conta ao mundo que é tempo de Paz e Amor.

Layout do panfleto de JackMichel e de seu livro Arco-Jesus-Iris Fonte da imagem: Blog Varal do Brasil

Curiosidades sobre as autoras

JackMichel publicou seu primeiro livro “Arco-Jesus- Íris” em outubro de 2015, pela Chiado Editora. Para o segundo semestre de 2016, já fechou contrato com a Drago Editorial para o lançamento de mais quatro obras suas: “LSD Lua”, “1 Anjo MacDermot”, “Sorvete de Pizza Mentolado x Torpedo Tomate” e “Ovo”. O tema do conteúdo que escreve é variado visto que possui livros escritos nos gêneros ficção, poesia, romance e conto de fadas. JackMichel participará do Salão Internacional do Livro de Turim, que acontecerá de 12 à 16 de Maio 2016.

Biografia: JackMichel é o nome artístico de duas escritoras: Jaqueline e Micheline Ramos. São irmãs e nasceram respectivamente em 20 de fevereiro e em 30 de novembro, na cidade de Belém, Estado do Pará (Brasil). Sua obra é ampla e pode ser descrita entre romances, contos e poesias. O estilo de escrita de JackMichel foi influenciado por autores mundiais clássicos de diversos gêneros literários como Oscar Wilde, Hans Christian Andersen, Lewis Carrol, Edgar Allan Poe, Eça de Queirós, Machado de Assis, dentre outros. JackMichel professa o lema “ESCREVER É VIVER”.

dbe22244-2d6e-4f6d-a1ba-fc66af6cf325

Fonte imagem: arquivo JackMichel

Para saber mais sobre elas, acessem as redes socias:

Facebook: https://www.facebook.com/EscritorasJackMichel/

Twitterhttps://twitter.com/JackMichel2017

Instagramhttps://www.instagram.com/jackmichel2017/

Google+: https://plus.google.com/112246483579431089961/posts

Tumblr: http://escritorasjackmichel.tumblr.com/

Pinterest: https://br.pinterest.com/escritorasjackm/

Entrevista com JackMichel

Diários De Um Piquenique:  É um jogo inverso, como aparenta, certo? O lado ruim do mundo é apresentado a ” pior pessoa do mundo”, Satã, e ele que acaba julgando que basta de derrotas e tragédias no mundo. Essa visão inversa é muito interessante.

JackMichel: Não tenho muito como responder, porque Satã não acaba julgando que basta de mal no mundo. Ele reconhece, no final do livro, a contragosto que o mal não existe mais naquele paraíso. E então conta ao mundo que é tempo de paz e amor.

DP: O nome do livro nos remete a religião, o que poderia causar estranhamento para algumas pessoas, mas ao irmos a fundo na sinopse de Arco Jesus Íris, vemos que não é um livro sobre religião ou dizeres bíblicos. Deduz-se que é uma leitura para nos alertar sobre nossa visão de mundo e nos situar sobre os acontecimentos históricos que marcaram o planeta. Há muita história no livro. Como foi para vocês autoras, escolherem tais passagens históricas? O que as fizeram escolher esses marcos? Gostariam de incluir mais uma cor no arco íris e mais um acontecimento para ser apresentado a Satã e aos leitores? Se sim, qual seria?

JackMichel: Não foi absolutamente uma escolha; na verdade, cada um desses fatos notórios apresentados é que foi abrindo passagem por si só, na formação do texto, dado o sobejo grau de sua importância que atravessou o tempo, entre assassinatos políticos ou crimes de guerra. Veja bem: o homicídio sangrento da atriz Sharon Tate é classificado um dos crimes do século XX e nem precisa ser da geração de 1960 para conhecê-lo… o desastre da Revolução Cultural de Mao Tsé-Tung, na China (1966-1976), tornou-se um crime de lesa-pátria… o holocausto nazista é uma hecatombe sem precedentes na história da humanidade… as milhões de vítimas da Talidomida, medicamento desenvolvido na Alemanha em 1954, falam através de suas deformidades irreversíveis… a morte prematura de Jim Morrison, líder The Doors, faz parte de uma esdrúxula trama que ata, num mesmo fio, espíritos e drogas… o brilhante Oscar Wilde transmutou sua vida real numa peça trágica que parece ter sido escrita para o teatro… o grupo racista Ku Klux Klan que explodiu uma bomba durante um culto da Igreja Batista da rua 16, em 1963, ainda hoje esparge o terrorismo branco. A escritora JackMichel não gostaria de incluir mais uma cor no arco-íris psicodélico de Jesus Cristo, visto que ele foi elaborado a feição do arco-íris real que se forma a partir da refracção e reflexão da luz solar nas gotas de chuva. Mas se o arco-íris que conhecemos na realidade tivesse oito cores ao invés de sete, JackMichel abordaria neste oitavo círculo a trajetória de Benito Mussolini, il Duce d’Itália, da Marcha sobre Roma à Piazzale Loreto. Eu deploro que não tenha havido lugar para isso!

DP: O elo de assuntos polêmicos com símbolos religiosos como Jesus e Satã já é um grande convite para a leitura! Imagino como a pesquisa e estudo de vocês tenha sido gigante. Mergulhando em outras culturas, quais vocês acharam mais interessante de conhecer e trazer para o livro? Noto que o livro é cheio de polêmicas interessantíssimas. Há alguma mais desafiadora ou difícil de ser discutida entre as pessoas? E por conta disso mesmo vocês resolveram trazê-la a tona?

JackMichel: Bem… a cultura que se afigurou mais exótica e nova aos olhos de JackMichel foi o universo indígena tratado amiúde no Círculo Amarelo do arco-íris psicodélico de Jesus Cristo, onde o cantor Jim Morrison fica tête-à- tête com as entidades espirituais que o incitaram à ruína e à morte. Todo e qualquer assunto polêmico pode ser tido como desafiador ou difícil de discutir: isso depende do olho que olha, quero dizer, do modo de ver de cada pessoa, que é o mais variado possível.

DP: Quando eu, Crystal, leio sobre fatos verídicos, fico realmente entusiasmada e curiosa ao mesmo tempo. O convite para ler Arco Jesus Íris está muito bem feito!  O que vocês diriam como segredinho para capturar o leitor nessa nova jornada? O que os farão correr para garantir o seu exemplar? E onde consegui-lo?

JackMichel: JackMichel diria ao amável leitor que ele está homenageando fatos muito importantes que marcaram a história da humanidade. Sem dúvida alguma, o que os farão comprar “Arco-Jesus- Íris” será o bom senso de adquirir uma obra literária efetivamente grandiosa dentro da literatura mundial. Em Portugal, além do site da Chiado Editora, o livro “Arco-Jesus- Íris” também pode adquirido em papel (sob encomenda) nos seguintes locais: Fnac, Sonae, ECI, Bertrand, Almedina, Auchan, Bulhosa, entre outros. Em e-book ele está disponível na Apple iBookstore, Barnes & Noble, Sony, Kobo, Diesel ebook Store e Baker & Taylor. No Brasil ele está à venda na Livraria Cultura.

E vocês, já conheciam o livro? Me contem nos comentários o que acharam!
Espero que vocês tenham gostado!
Qualquer dúvida deixem nos comentários que responderei com o maior prazer!
Muito obrigada pelo carinho, pessoal! <3
Sigam o #DP nas redes sociais:
YouTube | Instagram | Fanpage no Facebook | Twitter | Flickr | Skoob
Um beijo e um queijo com amor !

Comentários

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Protected by WP Anti Spam